sábado, 11 de julho de 2015

Tese de Doutorado sobre Promethea

CAVALCANTI, Carlos Manoel de Hollanda. O reencantamento do mundo em quadrinhos: uma análise de Promethea, de Alan Moore e J. H. Williams III.  Tese (Doutorado em Artes Visuais) – Escola de Belas Artes, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2013.
Análise de símbolos contidos na série de histórias em quadrinhos Promethea, publicada na virada do século XX para o XXI pela editora norte-americana DC Comics, com o selo America’s Best Comics, de autoria do premiado roteirista britânico Alan Moore e do artista J. H. Williams III. A série expressa a permanência do imaginário do hermetismo nas sociedades contemporâneas. Tem-se por embasamento a teoria do imaginário, conforme Gilbert Durand, a formação das mitologias, em Mircea Eliade e Joseph Campbell e os processos históricos implicados no sincretismo daquelas representações. O percurso compreende os questionamentos acerca de ciência e pensamento mágico e uma breve imersão no estudo da Astrologia, da Kabbalah e do Tarot, de forma a contextualizar a leitura semiológica das páginas selecionadas da série que corroboram os temas inicialmente levantados. Para tanto, acrescenta-se um comentário biográfico sobre o roteirista, sua formação literária e temas recorrentes em outras de suas obras, que de um modo ou de outro são sempre voltados para assuntos correlatos. Lançada na virada do milênio, a obra refere-se também a expectativas, anseios e necessidades de seu tempo, trazendo à discussão toda uma herança das matrizes culturais do Ocidente quanto ao que é considerado sagrado e profano e quanto à chegada da chamada “Nova Era”.